Nelore Vera Cruz
Quem Somos
Todo trabalho de melhoramento genético inicia-se após o diagnóstico genético do rebanho e da definição dos objetivos econômico e genético a serem atingidos.

Conhecer a avaliação genética dos animais a serem acasalados é o ponto de partida para o processo de seleção. Essas avaliações nos fornecem as estimativas de Diferença Esperada na Progênie – DEP – ferramentas essenciais pra auxiliar nas tomadas de decisões.

Para obter progresso genético em seu rebanho, a fazenda Vera Cruz utiliza-se de duas ferramentas fundamentais e de fácil aplicação: a seleção e os acasalamentos genéticos.

A seleção é um processo decisório que indica:

Equação de lucro = Fertilidade + Habilidade materna + crescimento + qualidade de carcaça

Quais animais de uma geração serão pais da próxima e quantos filhos deixarão. Já o acasalamento, além de monitorar e controlar a progênie, também favorece as mudanças genéticas ao longo do tempo. Atualmente, a Vera cruz realiza acasalamentos otimizados, com o máximo de informação genética, levando-se em conta características como DEPs disponíveis e características morfológicas de interesse econômico de cada animal. Isso, além de gerar uniformidade e produtividade no rebanho, ainda otimiza o potencial dos produtos gerados para que atinjam os objetivos econômicos e de mercado.

A cada safra são atualizados os índices de produtividade do rebanho, verificando o que pode ser melhorado e, assim, intensifica-se a seleção para as características de valor econômico.

Utilizando o PAG Qualidade Genética, desenvolvido pela ANCP, em parceria com o Centro Técnico de Avaliação Genética – CTAG, a fazenda Vera Cruz utiliza-se de várias ferramentas que auxiliam no progresso genético e maior lucratividade do rebanho. O mérito genético é calculado em função dos objetivos e critérios de seleção adotados, descritos na fórmula: equação de lucro = fertilidade + habilidade materna + crescimento + qualidade de carcaça.

Na figura 1 são apresentados os resultados esperados na Fazenda Vera Cruz, onde pode ser verificada a maximização do valor genético da produção futura nos resultados obtidos dos acasalamentos realizados efetivamente na estação de monta de 2010-2011. Como critérios de seleção, foram consideradas as características: habilidade maternal aos 120 dias (MP120), crescimento pré e pós desmame (DP120 e DP450), respectivamente, perímetro escrotal aos 450 dias (DPE450), probabilidade de parto precoce (D3P) e acabamento de carcaça (DACAB).

Observa-se um progresso genético para todas as características, com um acréscimo médio de 197,52% e destaque para o Mérito Genético Total – MGT cujo aumento esperado será de 95,86% quando comparado com as médias do Programa de Melhoramento Genético Nelore Brasil da ANCP.

Em meio a uma busca incessante de tecnologias que aumentem a rentabilidade e sustentabilidade da pecuária, o uso de acasalamentos genéticos otimizados é uma realidade na Fazenda Vera Cruz, regando animais geneticamente superiores para características econômicas importantes para a fazenda e de acordo com as necessidades de mercado.

Quem Somos Seleção Touros Central Doadoras Fotos & Vídeos Leilões & Eventos
Rua 238 nº111 - Quadra 65 - Lote 13 - Setor Coimbra / CEP 74535-050 / Goiânia GO / (62)3941-2092 / neloreveracruz@uol.com.br